31 de março de 2013

As GCMs dentro de um novo contexto na segurança pública


     
     
Num momento em que o país se encontra num período turbulento devido a crescimento da violência em suas diferentes formas, urge a implementação de ações afirmativas que demonstrem à sociedade brasileira um posicionamento real dos investimentos na construção da paz.
A estratégia para o desenvolvimento na segurança urbana deve se orientar pôr um bom planejamento, com visão de longo prazo, ouvindo a todos, desde o industrial, o profissional liberal, o autônomo, o comerciante, as autoridades, o empresário, o trabalhador, o ambulante, o idoso, a dona de casa, etc..., enfim a todos que numa forma ou de outra colaboram com o crescimento da cidade. O intuito é desenvolver um trabalho que atenda a vontade da população visando o desenvolvimento de uma cidade que de melhores condições de segurança para os moradores.
           O planejamento deve estar sempre à frente nas nossas decisões, pois pôr mais que faça sempre há mais a fazer. As cidades de cada estado crescem a cada dia de maneira surpreendente, os desafios são diários, temos que realizar novas ações constantemente, pois quando se fala de segurança pública o trabalho não pára nunca, nos municípios é uma tarefa que só pode ser feita pôr uma corporação capacitada e que saiba onde está o problema.

            Assim como a municipalização da educação,saúde e também o controle e fiscalização de trânsito , muitos municípios estão municipalizando também a segurança pública. Muitas cidades  estão criando verdadeiras estruturas de políticas voltadas a área da segurança pública, vejamos:

- Criação de secretaria de segurança pública municipal; Plano municipal de segurança urbana; Criação / e também aumento do efetivo das GCMs; corregedorias e ouvidorias da GCM; Plano de cargos, carreira e salários; Convênios com a Policia Federal; Convênios com o Ministério da Justiça.( verbas, cursos, bolsa formação, etc)
            Das políticas públicas no que refere-se a segurança pública, O governo Federal através do Ministério da Justiça e do Pronasci ( Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania ) tem investido maciçamente nas Guardas Civis.  O Programa articula políticas de segurança com ações sociais, priorizando a prevenção sem abrir mão das estratégias de ordenamento social e segurança pública. Os recursos serão usados no desenvolvimento de projetos que visam a prevenção e controle da violência, bem como potencializar esforços e compartilhamento de informações, buscando reduzir  os índices de violência e criminalidade.    Dentro deste contexto, as Guardas Civis Municipais tem um papel muito importante no que diz respeito a segurança urbana, pois é neste contexto que podem contribuir significamente para atender esta demanda da população dos municípios. Pelas características contidas em gênese, as guardas municipais são corporações que estão familiarizadas com a vida cotidiana do munícipe, atuando nas escolas, nos parques, no trânsito das cidades, nas praças, nas vias públicas e principalmente no policiamento preventivo.             A função primordial das GCMs é promover segurança preventiva e comunitária  atuando de forma integrada com outros órgãos municipais que desenvolvem políticas sociais e urbanas preventivas da violência e da criminalidade. O planejamento deve estar sempre voltado a ações preventivas que é aquela que se centraliza como uma postura que antevê a possibilidade de ocorrência de fatos e acontecimentos capazes de gerarem conflitos, delitos, confrontos dentre outros. 
             A Guardas Municipais são importantes para os municípios onde tem como principal função aproximar-se mais da população priorizando o policiamento preventivo e comunitário, onde juntas tem muito a somar no combate a violência urbana. Este contato nos traz o indicativo de que a construção da paz ainda é possível. Para que a paz se concretize temos muito a fazer, para tanto precisamos somar forças.
Siderley Lima, Subcomandante da GCM de Jandira, consultor de segurança, colaborador do CONSEG Alphaville, membro da ABSEG ( Associação Brasileira dos Profissionais de Segurança).

0 comentários:

Postar um comentário