1 de janeiro de 2013

GUARDAS MUNICIPAIS E AS ESTRATÉGIAS PARA 2013/NAVAL


Por Naval

Chegamos ao final de mais um ano, em muitas cidades que passamos as Guardas Municipais avançaram e outras não, por vários motivos que me impediram de visitar, sinto que falta interesse e acreditar mais no futuro das Guardas Municipais como a POLICIA MUNICIPAL do Brasil, por isso vou listar aqui algumas estratégias de luta para 2013, ano em que Consolidaremos nossa VITÓRIA. O primeiro passo...
é aumentar o número das Guardas Municipais em todo o Brasil, há uma necessidade de no mínimo dobrarmos este número, para tanto vamos incentivar, auxiliar e colaborar mais e sempre as demais cidades a criarem e capacitarem suas Guardas Municipais.
O segundo passo é entender, refletir e compreender que Guarda Municipal é um novo e ousado modelo de Policia Municipal no Brasil, uma quebra de paradigma que culturalmente nossas autoridades não conhecem e nem a sociedade, por isso que temos que trabalhar mais arduamente ainda.
O terceiro passo é que vamos realizar mais eventos e apoiar todos os eventos que tratarem de Segurança Pública, só vamos conseguir mudar a realidade das Guardas Municipais informando e orientando as autoridades e a sociedade sobre a importância das Guardas Municipais e suas atribuições, falando desta mudança no setor que hoje encontra-se falido.
O quarto passo está ligado na divulgação, vamos lançar o nosso programa de TV e em Rádios, além de continuarmos alimentando Portais, Sites, Blogs e todos tipos de informações pela internet que apóiem as Guardas Municipais em prol de mais segurança para a sociedade.
O quinto passo é continuar investindo seriamente na formação e capacitação dos Agentes de Segurança Pública Municipal, sem esmorecer, ainda temos muito que melhorar e avançar neste setor, o atual sistema faliu justamente por falta de investimentos nas políticas públicas em conhecimento tecnico profissional.
O sexto passo é incentivar e apoiar os milhares de autores que existem neste meio para desconfigurarmos de uma vez por todas que Guardas Municipais são analfabetos e despreparados, literatura que realmente expliquem cientificamente o que é Guarda Municipal ainda é muito rara.
O sétimo passo é levar a todos os rincões do Brasil cursos superiores e cursos mais avançados, indicar às Universidades a necessidade de inserirem em suas grades curriculares os cursos de Gestão em Segurança Pública, incluindo assuntos relevantes à Segurança Pública Municipal com exclusividade para as disciplinas relevantes e específicas das Guardas Municipais.
O oitavo passo é no tocante a detectarmos Comandos e Gestores oriundos de outras instituições que estejam objetivando a decadência das Guardas Municipais e o seu desenvolvimento, uma vez detectado e comprovado, efetuaremos denúncias que couberem aos órgãos relacionados responsáveis.
O nono passo será na área política, em cidades que a Guarda Municipal não for minimamente valorizada e seus serviços não estiverem beneficiando a sociedade vamos informar aos eleitores dos respectivos prefeitos e vereadores eleitos que são contrários a segurança do povo.
O décimo passo também será na área política, porém em âmbito estadual e federal, vamos buscar de forma organizada e transparente detectar os partidos e deputados contrários ao desenvolvimento das Guardas Municipais, principalmente em relação ao PL 1332 e PEC 534/02.
O décimo primeiro passo é voltarmos nossa atenção, preocupação e prestígio aos nossos Guardas Municipais eleitos, apoiar se trabalharem em prol do desenvolvimento dos serviços da Guarda Municipal em favor da sociedade, cobrar se for o caso e informar todos os seus eleitores de suas ações e atitudes.
O décimo segundo passo é não permitir que em nosso meio haja, de forma alguma, pessoas voltadas à corrupção, devemos ser rígidos com Agentes que se travestem de Policiais para enganar a sociedade, (esta frase foi a mais importante dita no XXII Congresso Nacional das Guardas Municipais em São Paulo, proferida pela Secretária da SENASP Dra. Regina Miki).
E o décimo terceiro passo é sobre deixarmos de lado as vaidades e focarmos mais a nossa luta, somente através do envolvimento de todos que vamos poder atingir nossa vitória. A velocidade desta vitória só mesmo nós poderemos dizer, se formos unidos e confiarmos no poder de DEUS, com certeza VENCEREMOS!

Obs: Embora os passos estejam enumerados, não quer dizer que um seja mais importante que o outro, na verdade a necessidade da prioridade está na peculiaridade de cada cidade. Veja a sua necessidade e se enquadre, mas não deixe de participar e LUTAR.

A LUTA NÃO PARA AQUI!
Fonte:http://www.policiamunicipaldobrasil.com/index.php?pg=3&sub=2704

0 comentários:

Postar um comentário