20 de novembro de 2012

Visitantes reclamam da falta de segurança no Botyra




O parque Botyra Camorim Gatti continua sofrendo com as constantes ações de vandalismo. As pinturas do artista plástico Paulo Seccomandi estão, em sua maioria, encobertas por marcas de spray e tinta. Além das pichações, os usuários do local reclamam do tráfico e consumo de drogas. Segundo eles, o problema ocorre principalmente nas sextas-feiras à noite.

O espaço, que foi entregue no início de 2011 após uma série de reformas e adequações, hoje não lembra a aparência que conservava quando foi inaugurado. Todas as paredes do parque estão pichadas, os banheiros estão depredados e muitas pessoas têm receio de transitar lá durante a noite.

O comerciante Eurípedes Vecchi, de 57 anos, tem um trailer próximo à praça e contou que vê muitos jovens usando drogas no espaço. "O meu trailer mesmo já foi pichado. Precisamos de mais segurança na praça. Na última confusão a polícia apareceu e os jovens saíram quebrando o que encontravam pela frente", contou. 
Por meio da Coordenadoria de Comunicação da Prefeitura, o secretário de Segurança, Eli Nepomuceno, informou que os problemas apresentados são de conhecimento da Administração Municipal, que vem adotando, dentro de suas responsabilidades, medidas para combatê-los.

Segundo a nota, estão sendo realizadas diversas ações em conjunto com a Polícia Militar, que também buscam combater as infrações relativas à Lei do Silêncio. Além disso, a Prefeitura mantém uma unidade da Guarda Municipal e câmeras de monitoramento.

Fonte:Moginews

0 comentários:

Postar um comentário