18 de abril de 2012

Guarda Municipal apreende 18 motocicletas em três dias

Volta Redonda
Entre sexta-feira e domingo, a Guarda Municipal intensificou os trabalhos, devido à XV Festa do Peão Boiadeiro, que foi realizada na Ilha São João. Foram recolhidas ao Depósito Público 18 motocicletas - 11 estavam sendo conduzidas por pessoas sem habilitação e não tinham placas de identificação; sete apresentaram lacres violados e, entre essas, duas tinham ainda as placas sem visibilidade (viradas para cima, para dificultar a identificação).
Algumas motos estavam com as placas viradas para cima, para dificultar a identificação 
Um ônibus "pirata", placa LIV-5181, que estava fazendo linha regular, também foi conduzido ao Depósito Público, pois o motorista Walter Fernandes da Silva não tinha habilitação e nem o documento de porte obrigatório do veículo. 
Quatro flanelinhas foram conduzidos à 93ª DP e autuados por exercício ilegal da profissão. 
Francisco José Lopes Pereira, de 30 anos; Fabiano dos Santos da Silva, 23; Leandro Fernandes de Paula, também de 23 anos; e Alessandro Rodrigues Aguiar, 40, foram flagrados nas proximidades do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), no Barreira Cravo. 
Uma equipe da Guarda Municipal que estava baseada na Rua Francisco Lau, perto da rotatória do Barreira Cravo, recebeu denúncia de que o Gol branco, placa DDH-3037, havia atropelado Lourival dos Santos, que foi socorrido pelo Serviço de Resgate e levado ao Hospital São João Batista. O veículo foi localizado enquanto estava preso no trânsito para entrar na Ilha São João, o condutor Gustavo Gonçalves Dias, de 23 anos, morador de Taubaté (SP) e estudante da UFF (Universidade Federal Fluminense), foi encaminhado à 93ª DP, para prestar esclarecimentos. 
Ao todo, a GM fez 29 autuações por estacionamento irregular (em locais proibidos, em frente a garagens, em cima de calçadas, entre outros) e mais de 50 orientações para evitar a prática do estacionamento irregular. 
O Monza cinza, placa KMK-6073, se envolveu num acidente sem vítima e o motorista mostrava sinais de embriaguez, estava sem habilitação e com a documentação irregular. Ele se negou a fazer o teste do bafômetro, mas o veículo foi encaminhado ao Depósito Público, cumprindo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro). 
Durante os três dias de evento foram apreendidos dez litros de bebidas alcoólicas, conhecida como tequila, que estavam sendo vendidas em bandejas, com copinho, sal e limão. Todas as bebidas estavam com o lacre violado.
- Numa clara evidência de que foram misturadas a outros tipos de bebidas, que causa perigo a quem ingere - disse o comandante da GM,  Luiz Henrique, que acompanhou todas as operações durante o fim de semana. 
De acordo com o comandante, em todo grande evento que tirar a cidade da rotina, a Guarda Municipal vai montar a "Operação VR em Ordem.
- O intuito é proporcionar mais tranquilidade ao cidadão, como coibir a embriaguez ao volante, para desestimular essas práticas que colocam a vida das pessoas em risco - explicou. 




Fonte:http://diariodovale.uol.com.br

0 comentários:

Postar um comentário