31 de janeiro de 2014

Prefeitura reduz verba do Carnaval para investir na Guarda Municipal

A Prefeitura Municipal de Uberaba anunciou que o custo previsto para o Carnaval 2014 será reduzido em cerca de 50%. O valor estimado para cumprir todo o calendário discutido pela Fundação Cultural e Sedec – Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico que engloba o setor de Turismo seria próximo à R$ 1 milhão, no entanto, em função da situação financeira da PMU e a necessidade de investimentos em outras áreas, o prefeito Paulo Piau determinou o corte e o estudo de uma nova programação para que o restante do recurso previsto seja destinado na única área de segurança pública que remete ao Município, a Guarda Municipal. Embora seja dever do Estado, a questão da Segurança Pública também passa pela atuação da Guarda Municipal, principalmente no patrulhamento nas portas das escolas, patrimônios públicos e patrulha do silêncio.

Patrulha do Silêncio - Segundo o prefeito, há tempos a Guarda precisa de novos materiais de trabalho, até mesmo para atender as várias demandas da população, sendo que uma recorrente é em relação à Patrulha do Silêncio.  O prefeito, que já havia adiantado o plano de aumentar o efetivo da GM, agora dá destinação à parte dos recursos do Carnaval para equipar a Guarda.  “Fizemos o compromisso no ano passado de que nesse ano haveria carnaval de rua com os blocos e as escolas de samba, correto, é tradição e vamos cumprir, mas dentro do que a Prefeitura pode. De toda forma vamos fazer um grande carnaval, comemorar junto o aniversário de Uberaba e fazer uma festa bonita com recursos regrados, assim como foi no reveillon”, comentou.
Ainda sobre a destinação dos recursos, o prefeito lembrou que a Segurança Pública é dever do Governo do Estado de Minas Gerais e da União, mas que a GM pode e deve auxiliar nesse quesito. “Temos um passivo com relação a Guarda Municipal. A GM pode ser melhor utilizada para atender a população. A Patrulha do Silêncio é um exemplo disso. Não dá para atender Uberaba inteira com apenas uma viatura. Portanto, temos que dar a nossa contribuição também para a Segurança. Vamos continuar cobrando do Estado e do Governo federal, mas vamos fazer a nossa parte”, disse.
Saúde e educação - Ainda segundo Piau, outras áreas já estão sendo beneficiadas. “Mesmo com todas as dificuldades nós aumentamos os investimentos na educação, na saúde, dobramos os plantões dos médicos e enfermeiros que recebiam melhor em cidades menores do que aqui. Hoje temos mais médicos trabalhando, estamos equacionando a questão dos medicamentos, retomamos o recapeamento das ruas, ou seja, nada mais justo do que atender também outra demanda da comunidade que é a segurança pública”, finalizou.    

0 comentários:

Postar um comentário