22 de abril de 2013

Pesquisa revela falta de segurança em Mogi


Fórum reuniu autoridades e discutiu a questão da segurança pública em Mogi / Foto: Jonny Ueda

Uma pesquisa feita por estudantes universitários de Mogi das Cruzes apontou que 70% dos entrevistados se sentem nada ou pouco inseguros na Cidade. A enquete também mostrou o índice de credibilidade de instituições como a Igreja, a escola e os partidos políticos e ainda revelou a porcentagem de pessoas que já enfrentaram situações violentas no Município. O resultado do trabalho foi divulgado, ontem (20), durante o 1º Fórum da Segurança Pública e Cultura de Paz realizado pela associação civil Rede Nossa Mogi, presidida pelo professor Mário Sérgio de Moraes.
O evento, que aconteceu no auditório do Colégio São Marcos, na Vila Oliveira, contou com a participação, ainda, de representantes da Polícia Militar; secretário municipal de Segurança Pública, Eli Nepomuceno; secretário do Verde e Meio Ambiente, Romildo de Pinho Campelo; padre Alexandre Miranda, representando o bispo diocesano dom Pedro Luiz Stringhini; presidente da Câmara Municipal de Mogi, Rubens Benedito Fernandes, o Bibo (PR); vereadores, além de integrantes da sociedade civil organizada.
A pesquisa, que contou com a colaboração de 30 estudantes universitários e que foi supervisionada por diversos professores também das universidades mogianas, ouviu 400 pessoas – 0,1% da população – em seis pontos da Cidade: Terminal Central, Terminal Estudantes, Praça Osvaldo Cruz, Praça Coronel Almeida, Largo do Rosário e Largo do Carmo. “Como pegamos uma amostra aleatória simples, confrontamos dados como, por exemplo, sexo e faixa etária com os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e os resultados foram bastante próximos, dando confiabilidade à pesquisa”, explicou o sociólogo Afonso Póla, que orientou o trabalho. (Sabrina Pacca)

0 comentários:

Postar um comentário