2 de junho de 2012

A falta de segurança pública em Mogi das Cruzes.

Na tarde desta sexta-feira (01/06), participamos, juntamente com representantes da Polícias Militar, Major Neymar, Policia Civil, Delegado Júlio Vaz, Prefeitura, Secretário Eli Nepomuceno, representante da OAB, Laerte Silva e principalmente, da sociedade civil, da audiência pública, sobre a falta de segurança publica, realizada no auditório do prédio do Legislativo, às 15 horas. O encontro foi organizado pela Comissão Permanente de Segurança, presidida pelo vereador Expedito Ubiratan Tobias (PR).
O que ficou caracterizado e ressaltado por todos, foi a dificuldade de se conseguir sensibilizar as autoridades estaduais da área de segurança, da urgência do problema enfrentado por nossa cidade, a falta de segurança pública, os pedidos de reforço no numero de policiais, não são nem sequer respondidos por estes.
O vereador Tobias e o representante da OAB, Dr. Laerte, defenderam a Guarda Municipal armada e atuante, inserida no contexto da segurança municipal, também defendemos esta posição, pois desde que treinada e equipada, a Guarda Municipal pode atuar perfeitamente como força auxiliar, como já acontece em muitos municípios, exemplos de  Americana e Barueri, principalmente agora, com a aprovação na comissão de constituição e justiça da Câmara dos Deputados, do Projeto de Lei 1332/2003, que regulamenta o paragrafo 8º do artigo 144 da Constituição Federal, que dará a segurança jurídica que a Guarda Municipal precisa. 

Um comentário:

  1. essa audiência foi positiva no lado que as autoridades presentes,politicos e sociedade enxergarem a realidade das cidades,e a aplicação da guarda municipal apoiando as policias na forma mais presente e ostensiva,pois de acordo c exemplos,treinamentos,qualificações pode-se usar qualidades que somente a guarda municipal consegue realizar serviços de policia comunitária presentes nos bairros,onde o contribuinte tem seus problemas c alto indice de reclamações;
    gcm claudio....

    ResponderExcluir