4 de maio de 2012

Após maus-tratos, garota de 8 anos procura Guarda Municipal

Uma menina de 8 anos procurou a sede da Guarda Municipal de São Roque, a 65 km de São Paulo, para denunciar o namorado da mãe por maus-tratos. Descalça e chorando, ela caminhou sozinha mais de 500 metros e pediu ajuda aos guardas municipais, no fim da noite de terça-feira.    
Ela disse que não aguentava mais os espancamentos e, segundo os policiais, implorou por ajuda. Levada ao pronto-socorro da Santa Casa local, o médico de plantão constatou que ela tinha hematomas nas costas, no rosto e na perna esquerda.
De acordo com o chefe da Guarda, Lourival Rosa, os guardas foram surpreendidos pela atitude da menina. "Ela chegou desesperada, chorando, com os pés descalços e sem blusa. Decidimos primeiro buscar auxílio médico e depois contatar o Conselho Tutelar." Por determinação do Conselho, a menina foi levada para um abrigo na própria cidade até que a Justiça decida seu destino. Hoje, ela será submetida a exame no Instituto Médico-Legal (IML).
Foragido. A mãe da criança, Claudete Moraes, de 36 anos, disse que jamais bateu na filha e só depois do ocorrido ficou sabendo que o namorado a tinha surrado. "Aqui ele não pisa mais. Quero minha filha de volta", disse a mulher. Claudete tem nove filhos, mas três deles já são criados por parentes. Ela mora em um casebre, na periferia, e trabalha como faxineira. O Conselho Tutelar vai verificar as condições em que vivem as outras crianças. A Polícia Militar procurou ontem o suposto agressor, mas ele teria fugido da cidade.

0 comentários:

Postar um comentário